Números de acidentes com idosos caem no primeiro semestre de 2019.

  • Postado em 4 de julho de 2019
idosos

Por Marina Diniz

Quedas dentro de casa são um dos itens mais preocupantes para quem já chegou à terceira idade, e também para os familiares. Elas são lesões comuns, recorrentes de fraturas, na sua maioria, por conta da osteoporose.

A osteoporose é uma doença, silenciosa que evolui por anos sem aparecer sintomas, podendo atingir todos os ossos do corpo as fraturas mais comuns são na região da coluna quadril e fêmur, sendo as fraturas do quadril as mais graves.

A osteoporose acomete 1 a cada 3 mulheres acima de 50 anos e 1 a cada 5 homens acima de 50 anos. No Brasil, cerca de 10 milhões de pessoas são atingidos pela doença.

As principais causas da doença são o sedentarismo, má nutrição e baixa ingestão de cálcio.

No Hospital São Raimundo, localizado em Crato, Ceará, durante o primeiro semestre de 2018 foram atendidos 1905 idosos de idade de 60 a 100 anos, sendo mais de 72% desses casos do sexo feminino. Já no ano de 2019, o número total de atendimentos caíram mais de 37%, passando 1905 para 1194 casos atendidos.

Para que esses acidentes domésticos forem evitados é imprescindível prevenção de quedas, tapetes emborrachados e instalação de barras de apoio no banheiro, aumentar a iluminação da casa, sapatos antiderrapantes, evitar andar de meias e aumentar a ingestão de cálcio (leites e derivados, camarão, frutas), vitamina b, diminuir a ingestão de bebidas estimulantes como café, chás pretos, energéticos.

 NotaDigitalII

css.php