Reforma do estádio Romeirão traz incerteza para escola de Juazeiro do Norte

  • Postado em 22 de agosto de 2019
IMG_6322

Por Aline Fiuza 

O estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, passa por uma reforma que vai transformar o espaço em uma arena multiuso. Para a ampliação do estádio, algumas instituições localizadas ao seu redor serão impactadas. Uma delas é a escola João Alencar de Figueiredo, que após ter seu prédio demolido, será realocada pela prefeitura.

Segundo Maria de Socorro Moura, diretora administrativa da escola, foi garantido que a instituição permanecerá no prédio atual até o fim do ano. Porém, a instituição convive com o sentimento de incerteza com relação ao futuro. “A informação que nós temos é que vamos para a Escola Militar. Mas eu acredito que para isso, o governador precisa construir uma nova Escola Militar para desocupar o prédio atual para que nós possamos ir para lá”, explica a diretora.

A prefeitura está em busca de um novo espaço para a escola se manter temporariamente até poder ocupar o prédio da Escola Militar. Atualmente, a instituição atende 1.500 alunos e ocupa posição de destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (SPAECE ).

Segundo Luciano Bazílio, Secretário de Esporte e Juventude de Juazeiro do Norte, esse projeto vai trazer benefícios para todo o Cariri ao transformar o Romeirão no estádio mais moderno do interior do Brasil. “Teremos lojas para ajudar a pagar as despesas da Arena, um grande restaurante aberto ao público, estacionamento, entre outras coisas. Tudo isso vai fazer com que dê um boom no entorno do Romeirão. O Corpo de Bombeiro, a escola e o Demutran vão ganhar sedes novas. E aí quem vai ganhar é toda a população do Cariri. É um impacto muito forte, com geração de emprego e renda”, concluiu.

Obra de R$ 80 milhões 

As obras que irão transformar o Estádio Municipal Mauro Sampaio em Arena Romeirão tiveram início no mês de julho. A reforma pretende revitalizar o espaço, transformando o equipamento em uma arena multiuso e ampliando a sua capacidade atual. O projeto, financiado pelo Governo do Estado do Ceará, está orçado em torno de R$ 80 milhões e tem previsão para a conclusão em dois anos.

A estrutura já existente no Romeirão será totalmente demolida para a construção da Arena, que seguindo padrões internacionais, passará a ter capacidade de operação para 16.400 lugares. Também estão previstas a instalação de área de shopping e a construção de novo ambiente para os usuários, com restaurante, lanchonetes, banheiros e estacionamento, além de um espaço para implantação do Museu do Futebol, que contará a história do esporte no município, na região e no estado.

A modernização do estádio propõe melhorias na estrutura de iluminação, com torres de LED, e inclui ainda, a implantação de cinco vestiários, camarotes, cabines de imprensa, dois telões e placar eletrônico. Durante o período da reforma, a agenda de jogos dos times do Cariri se concentra principalmente nos estádios Mirandão, no Crato, e Inaldão-Lirio Callou, em Barbalha.

 

NotaNoticiaNoCampus

css.php