Festa de Agosto em Várzea Alegre atrai mais de 15 mil pessoas

  • Postado em 29 de agosto de 2019
CAHQ9480

Por Aline Fiuza

A tradicional Festa de Agosto, em Várzea Alegre, acontece entre os dias 21 e 31 de agosto, atraindo pessoas de toda a região. Com parcerias formadas entre prefeitura e empresários da cidade, o evento apresenta festa religiosa, parque de diversões, barracão cultural e shows com bandas nacionais. A festa é marcada não apenas pela religiosidade, mas também pelas atividades que fortalecem a história, as origens e a cultura da cidade.

A festividade é importante para a religião, a cultura, o social e também para a economia. Nesse período, a cidade recebe, em média, de 15 a 20 mil pessoas circulando por noite na festa religiosa e na festa social. Segundo a prefeitura, cerca de 5 a 8 mil pessoas visitam a cidade durante os dez dias de festa. 

O evento religioso, conhecido como Festa de São Raimundo Nonato, mantém uma tradição que já soma 164 anos de fé e devoção ao santo padroeiro da cidade. Novenas, missas, salvas, procissões e bênçãos na Igreja Matriz fazem parte da programação. Para o Monsenhor Mota Mendes, que está há 51 anos liderando a paróquia, esta é a maior festividade da cidade porque reúne a comunidade católica e devotos de todos os lugares. “É um momento em que a comunidade busca o encontro com Cristo, o encontro pessoal com os irmãos e um abraço em torno da devoção ao padroeiro São Raimundo Nonato”, acrescentou.

Já a Festa de Agosto, parte social do evento, incrementa a festividade religiosa. Conta com apresentações, shows, mostra, exposição e comercialização de artesanatos. Além disso, traz o parque de diversões que anima as crianças enquanto os adultos aproveitam as tradicionais barracas com bebidas e comidas típicas.

O Barracão Cultural, espaço com o objetivo de evidenciar a cultura local, está em sua 15° edição e traz a cada ano um tema para ser destacado. O tema deste ano é a vida e obra do Padre Antônio Batista Vieira, sacerdote, advogado e jornalista que deixou um legado de criatividade e irreverência. O local tem exposição e comercialização do artesanato regional, além de apresentações artísticas no palco do barracão.

Segundo José Helder Máximo, prefeito da cidade, a festa é importante porque fortalece a cultura e a identidade dos cidadãos. “A festa tem uma importância muito grande, religiosa, financeira, social e cultural. E isso é importante porque fortalece a nossa gente. Eu acho que um povo que não tem uma identidade, que não conhece sua história e suas origens é um povo frágil. A cidade se faz grande quando a sua gente também é grande e quando o povo pensa grande”, disse.

A programação dos festejos também conta com shows de bandas nacionais. A maior parte dos shows é organizada por empresários da cidade com entradas pagas. Mas, neste ano, a prefeitura realizou uma festa solidária no Parque Cívico São Raimundo Nonato. Com entrada gratuita, foram arrecadados mais de 700 quilos de alimentos e R$ 1.330,85 em dinheiro, doados por pessoas que não haviam comprado os alimentos mas que decidiram colaborar. Os alimentos arrecadados serão doados à APAE, Casa Mãe e Secretaria de Assistência Social que distribuirá para famílias carentes do município.

 

Festa também para as crianças

 

Um diferencial na Festa de Agosto 2019 foi a atividade realizada pela prefeitura com as crianças da rede municipal de ensino. Cortesias foram doadas pelo Parque de Diversões Recife, instalado na cidade para a Festa de Agosto, e distribuídas para as crianças da rede municipal das creches até as turmas de 6º ano, da sede e da zona rural.

Cada criança recebeu uma cortesia que dava acesso a um único brinquedo, mas a organização do parque resolveu liberar o acesso para todos brincarem o quanto desejassem. A prefeitura disponibilizou na sede de cada distrito transportes para conduzir as crianças para a cidade. O evento durou de 8h às 10h30 e trouxe alegria para todas as crianças presentes. 

Antonio Fernandes Lima, Secretário de Educação de Várzea Alegre, conta que na sua infância sofria por não ter condições financeiras para brincar no parque muitas vezes. Assim, a iniciativa da prefeitura teve como objetivo dar oportunidade para todas as crianças se divertirem. “As crianças, neste momento, não têm maturidade de entender que elas não estão brincando no parque porque a família de fato não tem condições, por isso foi importante o momento para eles entenderem que a vida é feita para todos”, disse o secretário.

NotaNoticiaNoCampus

css.php