Atleta de Várzea Alegre participa de competição de karatê no Chile

  • Postado em 3 de setembro de 2019
Tatame Cidadão

Por Aline Fiuza | Foto: Arquivo pessoal

Brendon Silva, sensei em Karatê e professor do projeto social Tatame Cidadão de Várzea Alegre, vai representar o Brasil no Campeonato Nacional de Karatê Shidokan, que acontecerá no dia 7 de setembro, em Concepción, Chile. Atletas do Brasil, Chile e Argentina disputam o campeonato que acontece anualmente. Brendon já conquistou seis vezes o Campeonato Interestadual, duas vezes o Campeonato Sul-Americano e foi vice-campeão da América Latina. 

Para competir, os atletas são selecionados pelo presidente do Karatê Shidokan do Brasil, que avalia o desenvolvimento dos lutadores, convidando aqueles que estão mais preparados para a competição. Na edição deste ano, Brendon Silva, de Várzea Alegre, e Alexandre Prates, de São Paulo, foram os escolhidos para representar o Brasil. 

Com uma preparação de dois meses, Brendon já se sente vitorioso em apenas disputar. “Me sinto muito feliz e honrado, pois estarei representando meu país. Acho que é um sonho para qualquer lutador poder representar seu país, e pra mim já é uma vitória só em sair do Ceará. Já me sinto um vencedor só em poder ir”, concluiu.

O projeto social Tatame Cidadão, desenvolvido pela  Secretaria de Assistência Social do Governo de Várzea Alegre, disponibiliza oficinas das artes marciais Karatê, Taekwondo e Capoeira, visando atender crianças e adolescentes da cidade. 

Projeto Tatame Cidadão 

Quatro atletas do projeto viajaram para São Paulo para disputar o Campeonato Brasileiro de Karatê e Kickboxing, que aconteceu no dia 1 de setembro no Ginásio de Esportes Noêmia Assunção em Santo André. Os atletas Brendon Silva e Ronivon Cardoso na modalidade do karatê e Tácio Almeida e Júnior Sousa no kickboxing. Porém, em decorrência de forte chuva, houve uma queda de energia no ginásio que impossibilitou a disputa de algumas lutas. 

Dos quatro atletas, apenas Ronivon chegou a lutar, conquistando o 6° lugar em sua modalidade. “Foi uma experiência muito boa, apesar de não ter sido o resultado esperado”, disse. A organização do evento distribuiu medalhas e troféus de participação para os atletas que não lutaram. Para Brendon, sua responsabilidade no Campeonato Nacional de Karatê Shidokan aumentou. “Por conta do ocorrido do campeonato brasileiro, vou mais inspirado e com mais garra. Prometi para meus alunos que vou dar mais que o meu máximo para poder ganhar lá. Vou lutar por eles”, acrescentou.

Capoeira

Júnior e Ronivon também praticam capoeira e receberam certificados de professor e instrutor, respectivamente, na modalidade em cerimônia no dia 30 de agosto, na Academia de Artes Marciais Contra Mestre Canário Belga, em Guarulhos. O título dá autorização para os jovens ministrarem aulas de capoeira em todos os continentes, com certificado reconhecido em cartório. Os dois atletas tornam-se responsáveis pelo grupo Tradição Baiana Capoeira de Várzea Alegre. Para Júnior foi um momento único em sua vida. “Foi muito importante e emocionante, pois batalhei bastante para isso acontecer”, concluiu.

NotaNoticiaNoCampus

css.php